Internar deve ser última opção em tratamento de usuário de drogas

Disciplina de Fonoaudiologia prepara alunos para atendimento de casos de saúde mental no SUS

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A professora do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP, Maria Aparecida Machado, ministra a disciplina Fonoaudiologia Aplicada na Atenção à Saúde Mental. Ela explica que o objetivo é formar alunos que possam atuar no tratamento de usuários de drogas no Sistema Único de Saúde.

As boas ações do poder público passam pelo fortalecimento do Centro de Apoio Psicossocial (Caps), sendo a internação a última opção de tratamento – Foto: Divulgação/Marcelo Sant’Ana/Secretaria de Estado de Defesa Social

Já Juliana Bizeto é presidente do Conselho Municipal de Política sobre Álcool e outras Drogas (Comad) de Bauru. Ela explica como o órgão atua na cidade, a fim de garantir políticas adequadas e fiscalizar os estabelecimentos que tratam usuários de drogas. Segundo ela, as boas ações do poder público passam pelo fortalecimento do Centro de Apoio Psicossocial (Caps) e dão ênfase à redução de danos, sendo a internação a última opção de tratamento.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados