Inteligência artificial recebe grandes investimentos na China

Essa área do conhecimento deverá tornar-se o grande sistema de conhecimento e tecnologia do futuro, observa Glauco Arbix

Glauco Arbix, na edição de hoje, comenta sobre os investimentos milionários em inteligência artificial.

O uso da inteligência artificial para o reconhecimento facial, segundo alguns críticos, é uma forma de acabar com a privacidade das pessoas. No entanto, na China não se pensa assim. Tanto o governo chinês como a iniciativa privada investem pesadamente na área de inteligência artificial, pretendendo ser liderança até 2030. Para Arbix, a inteligência artificial está apontando para ser o grande sistema de conhecimento e tecnologia, orientando as outras coisas.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Observatório da Inovação.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 3
  •  
  •  
  •  
  •