Instituto de Arquitetos premia Plataformas Tecnológicas

O Instituto de Arquitetos do Brasil/São Paulo introduz novas categorias em sua tradicional premiação

 

O Instituto de Arquitetos do Brasil, departamento de São Paulo, traz novidades em seu tradicional prêmio. “Além de introduzir novas categorias, modificou radicalmente a natureza da premiação em si, com um sistema que procura evitar a lógica da competição, tão arraigada nas classificações, em primeiro, segundo e terceiro lugares”, explica a professora Giselle Beiguelman, em sua coluna Ouvir Imagens (clique no player acima).

A professora integrou o júri da nova categoria Plataformas e Suportes Tecnológicos.  “Selecionamos quatro projetos. São muito diferentes entre si, mas têm um elemento comum importante: todos respondem a demandas sociais das cidades brasileiras, operando no cruzamento do urbanismo contemporâneo com as novas tecnologias orientadas para a participação e gestão coletiva e colaborativa”, observa.

Entre outros fortes candidatos, o júri selecionou: a aplicação para consultas públicas do município, desenvolvida pela São Paulo Urbanismo e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano Municipal; o  projeto Cartografias contra-hegêmonicas, desenvolvido no IAU-USP, feito com moradores de um núcleo informal de São José dos Campos; a plataforma na internet do LabCidade, da FAU-USP, uma plataforma de difusão de temáticas do urbanismo que realiza um importante trabalho de difusão e interlocução com movimentos sociais; e a Rádio Saracura, um embrião de rádio comunitária que tem a proposta de contar a história do Bexiga a partir das múltiplas vozes desse bairro de São Paulo, recuperando outras narrativas indígenas, afrodescendentes, italianas, portuguesas e nordestinas daquele espaço.

A análise dos jurados, segundo a professora, seguiu o escopo do edital, dando ênfase às tecnologias sociais, à interlocução entre redes e ruas. “Nossa análise considerou, para a escolha dos projetos de referência na área de plataformas e suportes tecnológicos, os conceitos motivadores de cada proposta, a forma de uso das tecnologias e a sua inserção em um projeto político de transformação urbana.”

 


Ouvir Imagens 
A coluna Ouvir Imagens, com a professora Gisele Beiguelman, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.