Insônia é um dos reflexos da angústia causada pela quarentena

O médico psiquiatra Daniel Guilherme Borges dá algumas orientações de como contornar o estresse neste momento de crise

As pessoas estão vivendo a maior crise emocional do século como reflexo do isolamento social imposto pela pandemia da covid-19, a única recomendação para evitar a transmissão. As incertezas em prever como vai ficar o mundo após a pandemia geram muitas perguntas, porém, as respostas ainda não existem. Só isso já seria motivo suficiente para perder o sono.
O médico psiquiatra Daniel Guilherme Suzuki Borges, pesquisador do Ambulatório dos Distúrbios do Sono (Asono) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, explica para a repórter Sandra Capomaccio como essa ansiedade e o estresse da quarentena afetam a mente. As reações são diversas e mudam de pessoa para pessoa. Acompanhe.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.