Insegurança econômica provoca aumento de aposentadorias

De acordo com o professor Flávio Roberto Batista, crescimento do número de aposentados não é relacionado ao aumento de idosos, mas sim à instabilidade da economia

Dados recentes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontaram o aumento do número de aposentados e pensionistas nos últimos sete anos. O professor Flávio Roberto Batista, do Departamento de Direito do Trabalho e Seguridade Social (DTB) da Faculdade de Direito (FD) da USP, aponta que o aumento das aposentadorias e pensões não é um fenômeno inédito e não indica o crescimento do número de idosos, mas, sim, a insegurança econômica do País.

Além disso, essa insegurança é potencializada pela pandemia do novo coronavírus. Batista toma, como exemplo, a grande procura pelo Auxílio Emergencial dado pelo governo para indicar que muitos brasileiros são trabalhadores autônomos. “Essas filas mostram como faltou e como é necessária a atuação firme do Estado na suplantação das perdas resultantes da pandemia”, diz. “A curto e a médio prazo, a tendência é que o aumento das aposentadorias dê uma freada, mas, pensando em uma perspectiva geracional, precisamos pensar que a seguridade social é uma saída para a reorganização da sociedade.”

Saiba mais sobre o assunto ouvindo a matéria na íntegra.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.