Inovações na ciência e tecnologia guiam nova coluna da Rádio USP

Glauco Arbix comenta importância da produção de conhecimento para o desenvolvimento da sociedade

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As inovações alcançadas em todas as áreas da ciência são fruto de pesquisa, que é um dos pilares da universidade. As novas tecnologias e os novos conhecimentos têm, então, estreita relação com o trabalho desenvolvido nas faculdades. Discussões acerca desse tema guiarão a coluna “Observatório da Inovação”, que estreia no próximo dia 5, às 10h50, na Rádio USP. Glauco Arbix, professor do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e pesquisador do Observatório de Inovação e Competitividade do Instituto de Estudos Avançados da USP, vai analisar a função social desses estudos e a forma como essa produção chega até a sociedade.

Glauco Arbix – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Ambientes como a USP são como uma máquina de produção de conhecimento, e não faz sentido que os resultados desses esforços não atravessem os muros das faculdades, não cheguem até a população ou o mercado, avalia Arbix. É preciso transformar os estudos em produtos e processos úteis à sociedade.

Nesse sentido, a relação entre universidade e empresas acende discussões a respeito de quais seriam os limites desse vínculo. Para o professor, essa resistência é fruto de uma visão equivocada de parte da comunidade de achar que a USP serve para gerar um conhecimento não comprometido com a atividade empresarial. Arbix conclui que esse elo é importante para a geração de emprego e de renda, e diminuição das mazelas sociais.

Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados