Infecções podem se propagar pelas cavidades nasais

As comunicações diretas ou indiretas entre as cavidades nasais podem explicar infecções como rinite, sinusite, faringite, otite e conjuntivite

  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta edição do Anatomia Responde, o professor Luis Fernando Tirapelli descreve uma das mais importantes sintopias localizadas no segmento cabeça, a relação das cavidades nasais com as cavidades adjacentes: órbitas, seios paranasais, nasofaringe e, indiretamente, as tubas auditivas e a conjuntiva ocular.

Segundo Tirapelli, “a cavidade ou cavidades nasais ocupam o centro de um sistema cavitário na face, com relações e comunicações importantes a outras cavidades adjacentes a elas, relações essas que explicam muitas das infeções que se propagam entre essas cavidades”. 

O professor explica que por meio das comunicações diretas ou indiretas entre as cavidades nasais e as demais cavidades “é possível explicar ou entender uma rinite, que é inflamação da mucosa do nariz, portanto, do tipo infecciosa, mas que também pode ser de causa alérgica. Essa inflamação pode se propagar em direção aos seios paranasais, causando inflamação da mucosa dos seios, as sinusites, ou ainda, se propagar posteriormente até a nasofaringe, causando faringite. Outra forma de se propagar essa inflamação é pelos óstios faríngeos das tubas auditivas na nasofaringe e se propagar pela mucosa das tubas auditivas até as orelhas médias, causando assim as otites médias, ou ainda pelos óstios dos ductos nasolacrimais e a mucosa destes ductos até a conjuntiva ocular, causando conjuntivite”.

O boletim Anatomia Responde é produzido pelo professor Luis Fernando Tirapelli da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP e pode ser conferido na íntegra no áudio acima.

  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados