Incontinência verbal na política é o tema discutido por Marília Fiorillo

A civilização sempre se pautou por alguns valores simples tais como: a civilidade e o bom senso

Com uma linguagem incendiária o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, tem colecionado críticas dos parlamentares. A professora Marília Fiorillo comenta a anulação, por unanimidade, da decisão de Johnson de suspender o Parlamento até 14 de outubro. A data limite do Brexit é 30 de outubro. “Como o direito anglo-saxão é calcado na jurisprudência, esta foi uma decisão histórica pela veemência com que a suprema corte reafirmou as prerrogativas do Parlamento, imunidade a manobra partidária e a defesa da velha e boa democracia”, ressalta.

Marília traz para a discussão o tema incontinência verbal, incendiária e difamatória. O recado é: “Basta de incontinência verbal e trate o outro como seu adversário, mas não como seu inimigo”. A professora diz ainda que para nós, brasileiros, as críticas a Johnson podem até parecer exageradas e exigentes em demasia, “mas não são não”, reforça. “Elas nos lembram que a civilização sempre se pautou por alguns valores simples, tais como: a civilidade e o bom senso, antes que o novo normal, o que vale tudo, contaminasse a vida política e nosso cotidiano.”

Ouça no link acima a íntegra da coluna Conflito e Diálogo.


Conflito e Diálogo
A coluna Conflito e Diálogo, com a professora Marília Fiorillo, vai ao ar toda sexta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •