Incidentes com dados exigem declarações públicas de empresas

Caso mudanças exigidas pela Lei de Proteção de Dados não sejam seguidas, empresas serão punidas com multas

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

As empresas que armazenam e utilizam dados de parceiros comerciais e clientes devem atentar às novas normas estabelecidas pela Lei Geral de Proteção de Dados, que obrigarão que elas venham a público caso incidentes de segurança e vazamento de informações ocorram para comunicar as pessoas impactadas. O professor Cesar Alexandre de Souza, do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, explicou ao Jornal da USP no Ar que as empresas terão que se adaptar e oferecer um serviço de qualidade.

A nova lei segue os moldes internacionais sobre a proteção de dados e, segundo o especialista, as mudanças demandam custos e esforço das empresas, independentemente do porte, para realizarem planos estratégicos, com treinamento e adaptação do trabalho realizado, além de investirem no processo tecnológico de armazenamento e uso de informações. A regulamentação, para Souza, é fundamental e ignorá-la pode levar à punição das empresas, com multas que podem chegar a até R$ 50 milhões.

The matrix – Ilustração: Wikimedia Commons

O professor explica que, quando houver incidentes com informações pessoais, as empresas serão responsáveis por reportar o caso à Autoridade Nacional de Proteção de Dados, órgão criado pela lei, ainda a ser regulamentado, e informar aos prejudicados quais dados foram perdidos ou vazados, as consequências disso e medidas a serem tomadas.

Após o acontecimento das eleições dos Estados Unidos, o uso de dados se tornou um problema político, afirma Souza. Por isso, a Lei de Proteção de Dados foi criada para proteger o consumidor e fazer com que as empresas transformem sua realidade, organização e pensamento dentro do prazo de 18 meses, para atender às demandas da sociedade atual, que se move em torno das informações.

Jornal da USP no Ar, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93,7, em Ribeirão Preto FM 107,9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

.

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados