Impulso dado por nadadores colabora para melhor projeção

Estudo relatou possíveis medidas de cálculo para desempenho, que vão além daqueles apresentados em trabalhos anteriores

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago traz resultados de trabalho publicado em 2015, que apresenta fatores dinâmicos relacionados à saída do bloco na natação.   

Esses blocos são hoje usados como ponto de partida, semelhantes ao do atletismo. Para o estudo, conta Santiago, os pesquisadores utilizaram plataformas de forças tridimensionais e mediram a força que os atletas aplicam no movimento de ir para frente e para trás, antes de saltarem. “O estudo comprovou que existe uma importante contribuição do impulso para a projeção dos atletas.”

Santiago acrescenta que, devido à falta de informação para o cálculo de saída da natação e propulsão, os pesquisadores ainda apresentaram um modelo de equação para corrigir e minimizar os possíveis erros de cálculo. “Isso seria importante se fosse adotado, visto que o esporte de alto nível tem exigido cada vez mais precisão nas medidas e nos dados.”

Ouça acima na íntegra a coluna Ciência e Esporte.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados