Imprensa aprendeu pouco com erros do passado

O caso do suicídio do reitor da UFSC mostra que a mídia ainda publica informações sem apurações adequadas, comenta colunista

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O recente caso do suicídio do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina reacendeu o debate sobre a cobertura da mídia e a destruição de reputações. Para o professor e jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva, a imprensa aprendeu pouco com erros passados – um dos casos mais conhecidos é o da Escola Base, na década de 1990, no qual os donos de uma instituição de ensino particular foram acusados de abusos sexuais.

O colunista também afirma que a imprensa até hoje peca por publicar informações originárias da Polícia ou do Judiciário sem as devidas contextualizações ou sem uma checagem independente.

Ouça a coluna na íntegra.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados