Importância de Chico Mendes ultrapassa as fronteiras do Brasil

Mérito do ambientalista foi unir a defesa do meio ambiente com a luta por melhores condições de vida dos seringueiros

Para o colunista Renato Janine Ribeiro, é preocupante que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, tenha dito desconhecer a história do ambientalista Chico Mendes (1944-1988). O professor lembra que a história do ambientalista ultrapassou as fronteiras do Brasil, fazendo com que seja reconhecido internacionalmente. Sua luta pelos seringueiros por uma condição social melhor vinha junto com a luta por um meio ambiente melhor. “O mérito de Chico Mendes foi associar essas duas questões”, destaca.

Para o professor, o fato de um ministro desconhecer a importância do ambientalista é muito preocupante, principalmente em se tratando da pasta do Meio Ambiente. “Isso indica um certo descaso com o meio ambiente, que é hoje justamente um dos fatores que mais riqueza podem agregar a um país como o Brasil”, diz.

“Eu penso que existe uma percepção que ainda não emplacou em todos, e que infelizmente ainda não emplacou no governo atual, de que o ambiente é uma riqueza extremamente grande. É uma riqueza humana, é uma riqueza natural e pode ser uma riqueza econômica também. Ir para um outro caminho é caminhar para a destruição de potencialidades econômicas, humanas e ambientais. O Brasil não deveria fazer isso.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Ética e Política.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.