Hormônio do sono colabora para melhores resultados esportivos

A melatonina vem se mostrando popular nos clubes e academias por apresentar efeitos de forma positiva em atividades de exaustão

  • 60
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala da importância da melatonina para o desempenho esportivo. O professor conta que “a melatonina é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo humano, que possui a função de regular o ritmo biológico de sono e vigília”.

Santiago lembra que ultimamente a melatonina tem sido administrada de forma aguda antes dos exercícios físicos com a intenção de melhorar algumas variáveis de desempenho dos atletas. Entretanto, um trabalho publicado no ano de 2015 na revista científica Scientific Reports mostrou que o uso deste hormônio para o desempenho e prevenção de danos nos tecidos musculares ainda se mostra incerto.

Os pesquisadores, além de realizarem estudos bibliográficos, fizeram análises de campo a fim de entender os efeitos após uma atividade exaustiva. Entre os testes realizados com animais, estão os exercícios no claro e no escuro, simulando o dia e a noite, durante os quais constatou-se que, no escuro, houve uma maior inflamação.

O professor explica que a melatonina promoveu um alto efeito ergogênico, propiciando ao músculo uma melhor capacidade de realizar trabalhos de contração, e apresentou também um aumento de 150% no tempo de duração dos exercícios realizados pelos animais. “Isso pode ter ocorrido devido ao poder protetor da melatonina no dano tecidual nas questões relacionadas à inflamação”, afirma.

Santiago ressalta que, talvez por fatores como esses descobertos pelos pesquisadores, as academias e clubes estejam utilizando o hormônio para um melhor rendimento dos atletas.

Ouça acima na íntegra a coluna Ciência e Esporte.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 60
  •  
  •  
  •  
  •