Há 50 anos, País vivia ao mesmo tempo o milagre brasileiro e o AI-5

Em sua análise sobre o cinquentenário de 1968, José Eli da Veiga analisa alguns acontecimentos que marcaram o Brasil e o mundo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Em 1968, o Brasil registrou um crescimento no PIB de 9,8% e uma expansão industrial de 15%. “Era o milagre brasileiro”, lembra o colunista. Naquele mesmo ano, o governo anunciou o Ato Institucional Número Cinco (AI-5), que também completará 50 anos em dezembro. Para o colunista, “qualquer semelhança com o que possa ocorrer no próximo ano será mera coincidência”.

Para melhor entender fatos da época, José Eli recomenda a leitura do capítulo “Missa Negra”, do livro A Ditadura Envergonhada, de Élio Gaspari, com ótimo relato da reunião de 13 de dezembro de 1968, que precedeu a promulgação do AI-5.

Além da indicação, Eli da Veiga lembra alguns acontecimentos daquele 1968 no panorama mundial, como a ofensiva do Tet, em janeiro, quando vietnamitas atacaram as forças americanas durante a Guerra do Vietnã. Houve ainda a invasão da Tchecoslováquia pela União Soviética, as manifestações estudantis em muitos países e os assassinatos de Martin Luther King e de Robert Francis Kennedy, pré-candidato à presidência dos EUA pelo Partido Democrata. “Nesse meio século, não houve um ano em que o mundo tenha sido tão chacoalhado como em 1968”, ressalta o colunista, lembrando ainda a eleição de Richard Nixon ao governo dos EUA, em novembro daquele ano.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Sustentáculos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados