Grossmann critica insinuações contra o Complexo da Maré

Professor visitou o maior conglomerado de favelas do Rio de Janeiro, que reúne mais de 140 mil moradores

O professor Martin Grossmann criticou autoridades do Rio de Janeiro que insinuaram que os serviços de assistência social prestados pela Associação Redes de Desenvolvimento da Maré no Complexo da Maré – o maior conglomerado de favelas do Brasil, com cerca de 140 mil habitantes, localizado na capital carioca – são apoiados pelo crime organizado. “Isso é um absurdo”, reagiu Grossmann, que no dia 9 de agosto passado visitou o complexo e as diversas instalações construídas ali para ajudar a população local, desde cursinhos vestibulares até casas de apoio para dependentes químicos e mulheres vítimas de violência.
O comentário de Grossmann foi feito em sua coluna Na Cultura o Centro Está em Toda Parte, transmitida no dia 21 de agosto de 2019 pela Rádio USP (93,7 MHz).
Grossmann é coordenador acadêmico da Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, que em 2018 teve como titular a fundadora e atual diretora da Associação Redes de Desenvolvimento da Maré, Eliana Sousa Silva. No ano em que esteve à frente da cátedra, Eliana realizou o projeto Centralidades Periféricas, que colocou em evidência manifestações culturais, artísticas e sociais oriundas das regiões periféricas das grandes cidades brasileiras. Atualmente, Eliana é professora visitante do IEA.
Ouça no link acima a íntegra da coluna.

Na Cultura, o Centro está em Toda Parte
A coluna Na Cultura o Centro está em Toda Parte, com o professor Martin Grossmann, vai ao ar toda quarta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •