Governo tem sido ausente no debate sobre Reforma Tributária

“Pode ser que estivessem esperando a Previdência passar, mas é preocupante”, afirma professor Fernando Botelho

jorusp

O Fundo Monetário Internacional (FMI) apontou, em relatório divulgado recentemente, que a Reforma da Previdência não é suficiente por si só para que o Brasil expanda seu potencial de desenvolvimento econômico. O documento reitera a importância de que agora se implante uma agenda “ambiciosa” de reformas, principalmente uma que altere a tributação do País.

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, o professor Fernando Botelho, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, concorda com o balanço feito pelo FMI. “A Previdência é uma parte muito importante para resolver o quebra-cabeça da situação fiscal, mas ela não basta. Sem outras reformas, não conseguiremos achar a resolução dos problemas fiscais.”

A Reforma Tributária já está em tramitação no Congresso Nacional, porém, nenhuma das propostas que circulam foi formulada pelo governo Bolsonaro. “Você tem uma proposta patrocinada pelo Senado, uma pela Câmara, até mesmo a oposição já apresentou. Enquanto isso, o governo tem sido ausente desse debate”, comenta.

O FMI reforçou também como a guerra comercial entre Estados Unidos e China pode colaborar para que o crescimento da economia mundial seja mais contido. Porém, para Botelho, a “retomada de investimentos depende muito mais das decisões político-econômicas que o País toma do que do cenário internacional”.

Ouça, no player acima, a íntegra da entrevista.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP, Faculdade de Medicina e Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.