Governo de Maduro faz aliança com grupos armados

“A situação política e econômica não mudou muito na Venezuela, e o grupo de Lima tenta encontrar solução para o impasse”, comenta o especialista

Na edição de hoje, o professor Rubens Barbosa aponta o porquê do agravamento da situação política e econômica na Venezuela. “A pressão externa aumenta, tornando cada vez mais difícil o governo Maduro se manter no poder. Os Estados Unidos lançam novas sanções contra o fornecimento de petróleo a Cuba, prejudicando este país e o comércio exterior da Venezuela”, analisa.

Barbosa afirma também que o número de refugiados venezuelanos na Colômbia aumenta cada vez mais e o apoio da China e da Rússia aumentou ostensivamente, causando mais estranhamento entre os países. “A nova iniciativa da Venezuela é dar mais ênfase aos novos coletivos, que são grupos armados semelhantes às milícias do Rio de Janeiro, que ajudam não só aos mais pobres, mas também a reprimir as manifestações.”

Aceitar a ajuda da Cruz Vermelha foi outra iniciativa de Maduro. Para Barbosa, a situação interna no país não mudou muito, mas há uma movimentação interna e externa para encontrar uma solução que seja menos traumática e que consiga algum apoio assim que houver uma solução para esse impasse político na Venezuela.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Diplomacia e Interesse Nacional.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 1
  •  
  •  
  •  
  •