Gestão pública deve focar no médio prazo e não repetir improvisação de 2020

Segundo Fernando Coelho, escolas de governo podem contribuir com o preparo técnico de políticos e auxiliá-los no planejamento das políticas públicas

 22/04/2021 - Publicado há 7 meses
As escolas de governo são espaços cujo objetivo é treinar, capacitar e formar gestores públicos – Foto: mohamed Hassan/Gerd Altmann – Pixabay

 

Lançado recentemente, o livro Escolas de governo: formação e capacitação de agentes públicos, resultado de uma parceria entre a Oficina Municipal, a Fundação Konrad Adenauer e o Laboratório de Gestão Governamental (Lab.Gov) da EACH-USP, reúne pesquisadores para tratar da formação de gestores públicos e o impacto da capacitação desses gestores para o planejamento de governo.

Ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição, Fernando Coelho, do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas, coordenador do Laboratório de Gestão Governamental da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP e organizador da obra, comenta que as escolas de governo são espaços cujo objetivo é treinar, capacitar e formar gestores públicos, como políticos e assistentes sociais. Há também a capacitação de curto prazo, como o treinamento voltado para professores no ensino remoto.

Uma das seções do livro trata da educação em nível municipal. Esses políticos tiveram que lidar com as urgências da pandemia, por isso a importância do preparo técnico. “As eleições municipais no ano passado foram bastante atípicas no contexto da pandemia”, afirma Coelho. “Durante as eleições, nós percebemos que planos de governo não foram devidamente detalhados diante da urgência e emergência de um menor tempo eleitoral”, completa. A transição entre os mandatos também foi acelerada e os candidatos eleitos assumiram seus cargos em um contexto de recrudescimento da crise sanitária.

De acordo com o professor, é importante adotar um bom planejamento e não se limitar ao imediatismo. “Para além dessa tônica das ações urgentes, nós temos que pensar no médio prazo”, comenta. Por isso a importância do Plano Plurianual, que será feito pelos municípios para planejar o próximo mandato, e o Plano de Metas, em que a Prefeitura de São Paulo transforma as promessas de campanha em um documento acessível que permita o controle social. 

“Nós não podemos repetir a improvisação do ano passado”, afirma Coelho, ao comentar que as escolas de governo podem ajudar no planejamento da gestão pública. “A obra traz experiências exitosas que estão sendo adotadas em diversos municípios brasileiros e que às vezes ficam distantes do radar político e dos holofotes midiáticos”, completa.

Livro Escolas de governo – Foto: Reprodução

O livro é aberto ao público e pode ser acessado aqui ou no site www.each.usp.br


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.