Genocídio Sírio

Maioria das mortes na Síria não foi em combate, mas perpetrada por Bashar al-Assad

Foto: Scott Bob/Wikimedia Commons

Em sua coluna semanal, a professora Marília Fiorillo, falando ao radialista Cido Tavares, aborda a questão do genocídio na Síria. Ela cita uma pesquisa realizada pela Universidade de Oxford, segundo a qual 95 por cento das mortes ocorridas na Síria, nos últimos cinco anos, não foram em combate, e sim perpetradas pelo ditador Bashar al-Assad e seus aliados, sobretudo a Rússia.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •