Galeria Reocupa é o novo espaço de arte e debate da cidade

A primeira exposição traz obras inéditas de Nelson Felix, feitas durante a sua estada na Ocupação 9 de Julho

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Um novo espaço de arte e debate acaba de ser inaugurado no saguão da Ocupação 9 de julho, no centro da cidade. Com o nome Galeria Reocupa, apresenta a primeira de uma série de exposições com obras de Nelson Felix:  Esquizofrenia da forma e do êxtase, que reúne trabalhos inéditos feitos durante a estada do artista de 24 horas na Ocupação.

A artista e professora da FAU-USP, Giselle Beiguelman, visitou o espaço e a nova galeria (clique no player acima) e convida os ouvintes da Rádio USP para apreciar a mostra. “A proposta é de que a Galeria Reocupa funcione como um atrator entre diversos atores do circuito da arte e também como instrumento de construção e articulação entre o meio artístico, os moradores da Ocupação e a população do centro de São Paulo.”

Giselle explica que o artista carioca criou um conjunto de esculturas e desenhos específicos para o local. “Esses trabalhos fazem parte de uma ação desenvolvida por Nelson Felix em três locais distintos: primeiro, em dois pontos extremos da América, Ushuaia e Alasca. O segundo, no edifício da Ocupação da 9 de Julho, e, por último, no prédio da Bienal de São Paulo, como parte da mostra internacional, apresentando uma série de sete esculturas”.

Nessa visita, a professora destaca também os enormes mandacarus em duas janelas” na obra externa. “Isso aparece em uma foto da exposição e o artista contou, num bate-papo com o público no dia da abertura, que a presença dos mandacarus também contribuiu para uma aproximação imediata com os moradores. Isso porque muitos conheciam esse cacto que é típico do semiárido nordestino, mas que consegue se adaptar a praticamente qualquer ambiente.”

A escolha dessa planta, em sua opinião, não poderia ser mais sensível. “O mandacaru cresce no campo sem qualquer trato. Sua semente não escolhe lugar para nascer. O crescimento fica na dependência dos nutrientes do solo em que germina. É uma bela metáfora para essa galeria e a sua história, que começou em 2016. “Lá vivem mais de 100 famílias, distribuídas em um prédio do INSS que ficou fechado por cerca de 30 anos. Além de moradias, tem biblioteca, um brechó de roupas, uma outra exposição da artista Virginia Medeiros. Tudo muito organizado.

Para saber mais sobre a exposição, a Galeria, a Cozinha da Ocupação, acesse: www.desvirtual.com

 

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados