Futuro da habitação no Brasil está ligado ao desenvolvimento sustentável

Francisco Cardoso afirma que a área da tecnologia do ambiente construído causa grandes impactos ambientais e, por isso, os estudos sobre inovação são fundamentais para o desenvolvimento da construção de forma sustentável

 05/11/2020 - Publicado há 1 ano

O Jornal da USP no Ar recebeu hoje (5) Francisco Ferreira Cardoso, professor titular do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica (Poli) da USP, convidado a tratar sobre o XVIII Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (Entac), evento sobre tecnologias na construção civil que discute o futuro da habitação no Brasil. O evento, que ocorre a cada dois anos, é organizado pela Associação Nacional de Tecnologias no Ambiente Construído (Antac). “Eu tive a oportunidade de participar de uma mesa juntamente com Alfredo dos Santos, secretário nacional de Habitação e com José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira de Construção. O tema que discutimos foi o futuro da habitação no País à luz dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU”, explica o professor. 

Segundo ele, pelo menos seis dos Objetivos estão ligados à construção, seja habitacional ou geral, pois esse campo “consome muitos recursos e causa grandes impactos, além de criar ambientes que devem ser saudáveis e confortáveis. A questão da inovação é fundamental para permitir isso”. A mesa foi uma oportunidade para reunir três partes que constituem elementos importantes para o desenvolvimento da inovação do setor: setor público, agentes privados e comunidade acadêmica. 

Sobre a atuação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Poli na área, Cardoso afirma que as iniciativas sempre buscam articulações com os setores público e privado. Ele cita, como exemplo, o Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil, o ConstruInova, que tem como foco a capacitação dos profissionais da área de construção para o tema da inovação. “Além disso, a primeira unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) da área de construção foi criada pela liderança do departamento”, aponta. 

O evento teve início ontem (4) e ocorre até amanhã (6). “Ainda há oportunidade de tomar contato com o que o Brasil tem feito em termos de pesquisa na área de tecnologia do ambiente construído. Por isso, é importante trabalhar a questão da inovação: com a academia, com a pesquisa chega-se às empresas e, consequentemente, à sociedade”, completa. 

Ouça a íntegra da entrevista no player.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.