Fragmentação política gera problema de governabilidade no País

Um grande número de partidos faz com que o presidente não consiga definir claramente qual é a base de apoio para os seus próprios projetos

Nesta edição, o professor José Álvaro Moisés comenta a crise que levou o governo do presidente Jair Bolsonaro, e o PSL, a uma verdadeira convulsão interna. “O partido está lavando roupa suja em público, indicando sua fragilidade”, explica Moisés.

O professor afirma que todos os fatos que vêm ocorrendo estão num contexto de baixaria e imensa dificuldade de os autores da crise se apresentarem de uma maneira que faça sentido para a opinião pública. “O PSL, antes das eleições de 2018, não era um partido organizado com uma identidade claramente definida e com um programa que pudesse ser identificado pelos eleitores. Em nenhum momento houve um cuidado de se estabelecer uma discussão interna para definir estatutos com clareza, definir prioridades, programas e, de alguma maneira, oferecer ao País um projeto de política do que se deseja fazer”, comenta.

O sistema partidário brasileiro é totalmente fragmentado. Moisés explica que “essa fragmentação deriva das facilidades que a legislação eleitoral fornece para que surjam partidos que nem sempre têm grande significação para os eleitores, criando um problema de governabilidade no País, uma vez que o presidente tem que se referenciar a um grande número de partidos e não consegue definir claramente qual é a base de apoio para os seus próprios projetos”.

Ouça no link acima a íntegra da coluna A Qualidade da Democracia.


Qualidade da Democracia
A coluna A Qualidade da Democracia, com o professor José Álvaro Moisés, vai ao ar toda terça-feria às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.