Flávia Rios fala sobre feminismo negro e a intelectual negra Lélia Gonzalez

Além de ter desenvolvido estudos sobre o negro brasileiro, Lélia Gonzalez é uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado e do Instituto de Pesquisa das Culturas Negras

 03/05/2021 - Publicado há 6 meses
Por
Flávia Rios – Foto: Arquivo pessoal

No Diversidade em Ciência, Ricardo Alexino Ferreira entrevista Flávia Mateus Rios, doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo e pela Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, onde fez parte da sua formação doutoral. Ela é professora adjunta da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Flávia Rios é coautora dos livros Por um Feminismo Afro-Latino-Americano (lançado pela Editora Zahar); Negros nas Cidades Brasileiras (lançado pela Editora Intermeios) e Lélia Gonzalez (lançado pela Editora Summus/Selo Negro).

Durante a entrevista, Flávia Rios fala sobre a trajetória de Lélia Gonzalez e feminismo negro.

Lélia Gonzalez (1935-1994) foi filósofa e historiadora, tendo feito mestrado em Comunicação Social e doutorado em Antropologia Política. Ela desenvolveu importantes estudos sobre o negro brasileiro e é uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado e do Instituto de Pesquisa das Culturas Negras do Rio de Janeiro. Lélia foi, ainda, professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde chefiou o Departamento de Sociologia e Política.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.