Fapesp lança política de acesso a dados de pesquisa

A nova prática assegura que todas as publicações científicas fiquem disponíveis para acesso ao público

  • 48
  •  
  •  
  •  
  •  

A política de livre acesso a dados de pesquisa lançada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) é tema da coluna Ciência e Esporte desta semana. O professor Paulo Roberto Santiago explica que a nova política assegura que todas as publicações científicas  sejam de domínio público.

Santiago analisa a atitude como positiva, uma vez que o recurso financeiro utilizado é oriundo de verbas públicas. Segundo o professor, a atitude é tão relevante que alguns pesquisadores, que trabalham com ciência do esporte, já têm optado em escolher meios de divulgação que deixem totalmente disponíveis os dados e o próprio artigo científico para o acesso de qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo.

Além disso, o número de revistas científicas que não estão mais ligadas  a grandes grupos aumentou. Geralmente cobram para que instituições e universidades paguem para ter acesso à publicação dos trabalhos e deixar esses dados disponíveis nos repositórios e abertos para o acesso, sem  ganho adicional às visitas periódicas recebidas.

Santiago afirma que essas práticas prometem modificar totalmente a forma de consumir conhecimento. “Provavelmente deve ser uma nova vertente e é crescente em ciência do esporte, e a cada dia tem mais adeptos colocando todos os tipos de informação em forma de acesso livre”, conclui.   

Ouça acima na íntegra a coluna Ciência e Esporte.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 48
  •  
  •  
  •  
  •