Falta respaldo da sociedade, dos partidos e das instituições para o governo Temer

A afirmação é do cientista político André Singer a respeito da greve dos caminhoneiros, a qual aborda a partir de dois aspectos políticos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O cientista político André Singer, em sua coluna Poder e Contrapoder, analisa os aspectos políticos da greve dos caminhoneiros.

Segundo Singer, há dois aspectos políticos a destacar: a fraqueza do governo Temer e o problema da democracia. “O governo Temer praticou uma politica de preços destrutiva para o setor, reajustando-os a cada dois ou três dias, como também demorou para tomar medidas logo no início do movimento grevista.”

Para o cientista político, fica claro que o governo tem um pequeno apoio para enfrentar situações de emergência como essa. “É preciso respaldo da sociedade, dos partidos e das instituições, o que falta ao governo Temer.”

Outro aspecto analisado por Singer é a questão da democracia, uma vez que, no bojo do movimento grevista, apareceram várias manifestações pela intervenção militar. “Infelizmente, são setores da população que estão aparentemente desejosos por uma saída autoritária para a crise […] Essas manifestações necessitam de uma resposta veemente de todos os agrupamentos democráticos”. Para Singer, isso é fundamental, para que esse pensamento não se expanda e não coloque as liberdades democráticas conquistadas em dificuldade.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Poder e Contrapoder, por André Singer.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados