Faculdades de medicina substituem uso de cadáveres por tecnologia 3D

Professor da Faculdade de Medicina da USP comenta os benefícios da troca

No interior de São Paulo, algumas faculdades de medicina pretendem substituir de vez o uso de cadáveres, costumeiramente utilizados em cursos da área da saúde, por tecnologia 3D.

Em entrevista à Rádio USP, Chao Lung Wen, que ministra a matéria de Telemedicina da Faculdade de Medicina (FM) da USP, falou sobre a tecnologia e citou algumas vantagens, como o aluno poder ampliar seus estudos em casa. Na opinião do professor, a tecnologia pode, ainda, desenvolver novas habilidades no estudante de medicina, além de trabalhar melhor o lado ético da profissão.

Ouça a íntegra da entrevista no link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 1
  •  
  •  
  •  
  •