Experimento reverte envelhecimento de mulher

Terapia de DNA de empresa norte-americana é a primeira a conseguir tal feito e pode fazer história

cab_ciro_marcondes

logo_radiousp790px
.

Elizabeth Parrish, da empresa BioViva: experiência com terapia de DNA - Foto: Divulgação/BioViva Science
Elizabeth Parrish, da empresa BioViva: experiência com terapia de DNA – Foto: Divulgação/BioViva Science

Quantas pessoas não se candidatariam a participar de um tratamento que poderia controlar o envelhecimento? A diretora-geral da BioViva, empresa de antienvelhecimento norte-americana, Elizabeth Parrish, tornou-se a primeira pessoa no mundo a reverter a sua idade em 20 anos. A terapia utilizada retrocede os telômeros, fragmentos do DNA que protegem o desgaste que ocorre naturalmente com o envelhecimento do corpo humano, frustrando efeitos do envelhecimento, tais como doenças do tipo Alzheimer, Parkinson e câncer.

Os glóbulos brancos de Parrish continuarão a ser monitorados, nos próximos anos, para definir se esse tratamento pode ser utilizado em outros órgãos e tecidos, mas já é um passo no combate de patologias relacionadas à idade.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •