Exercício aeróbio tem impacto positivo na prevenção da enxaqueca

As crises de enxaqueca são reduzidas e menos frequentes em quem pratica regularmente atividade física

Pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Cefaleia mostra o quanto é importante a prática de atividade física na prevenção e tratamento de algumas doenças. Isso acontece devido à liberação pelo organismo de hormônios naturais – as endorfinas e serotoninas -, que permitem maior resistência à dor. No caso de pessoas que sofrem de crises crônicas de enxaqueca, foi feito um estudo que comprovou essa tese.

Neste trabalho investigativo, metade do grupo tratou a doença com medicamento preventivo, a outra metade tomou medicamento associado a exercícios físicos três vezes por semana. O resultado foi impressionante. O segundo grupo, que realizou atividade aeróbica com o uso de medicação, teve maior redução na frequência e nas crises de enxaqueca.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Corpo e Movimento.

 


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •