Exclusão social torna democracia precária no Brasil

Segundo programa da série especial do USP Analisa debate períodos democráticos no País após a República

Para abrir sua temporada 2019, o USP Analisa está exibindo uma série especial que aborda a formação da democracia nos contextos mundial e brasileiro e a importância desse sistema político na atualidade. No segundo programa, o professor, historiador e ex-vereador de Ribeirão Preto Gilberto Abreu e o docente da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho discutem os períodos democráticos no País desde a proclamação da República até o início da ditadura militar em 1964.

Segundo Abreu, antes da República já havia alguns traços de democracia, mas com um forte componente de exclusão social. “Nossa história em termos democráticos só vai ter alguma nuance disso a partir do império, mas mesmo assim o voto era censitário, então só votavam os cidadãos que tinham posses. Entenda-se aí os donos de terra. E essa característica vai se manter mesmo depois da proclamação da República, que foi só proclamada, não foi instaurada”, explica o historiador.

“O Brasil sempre foi marcado pela exclusão, pelo domínio de poucas pessoas sobre muitas, que tornou o ideal democrático muito precário em sua realização. Nosso contexto colonial e neocolonial nos faz pensar e criticar se nós efetivamente somos, se já fomos e se somos uma democracia. Porque democracia significa sermos nós capazes de tomar nossas próprias decisões de modo soberano. Toda democracia se concebe, se define como um regime político soberano, sob pena de não ser democracia. Se não há soberania, a decisão é tomada por outrem, por outro interessado”, afirma Coelho.

O USP Analisa é uma produção conjunta da Rádio USP Ribeirão Preto (107,9 MHz) e do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.