EUA aumentam mistura de etanol na gasolina

O limite passou de 10 % para 15%, o que beneficia os produtores de milho e favorece o meio ambiente

Uma medida recente do governo norte-americano permitiu vendas da mistura de 15% de etanol na gasolina durante todo o ano naquele país. A justificativa é de que isso deve aumentar a demanda por milho, o que seria bom para o setor. Mas especialistas rebatem essa tese, alegando que a medida vai ter um impacto irrelevante na produção de milho, além de causar mais fumaça em épocas quentes.

Ao comentar sobre isso em sua coluna, o professor José Goldemberg diz que Trump, embora esteja fazendo isso por razões políticas, caminha na direção correta, “porque esse limite de 10%, que era colocado na mistura de etanol na gasolina dos Estados Unidos, é realmente uma medida discriminatória contra o etanol”. Além de estimular os produtores de milho dos EUA, a mistura de 15% de etanol na gasolina é ambientalmente correta por diminuir as emissões de gasolina.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •