Estudo revela que tênis usado por maratonista ajudou em recorde

O queniano Eliud Kipchoge teve melhora de 2,8% em seu rendimento

Nesta edição, o professor Paulo Santiago continua o debate acerca da marca histórica alcançada por Eliud Kipchoge, maratonista que, no início do mês de outubro, tornou-se a primeira pessoa no mundo a percorrer uma maratona em menos de duas horas; mas, desta vez, o foco é no tênis utilizado pelo corredor.

De acordo com o professor, estudos feitos com tênis que possuem as mais novas tecnologias foram divulgados em artigos, mostrando que “os que possuem fibras de carbono em sua composição podem proporcionar uma melhora de até 4% no rendimento do corredor, isso entre as marcas mais conhecidas”. No caso do tênis usado por Eliud Kipchoge, a melhora foi de 2,8%, comprovando a relevância dos calçados no desempenho de atletas profissionais.

Santiago ressalta que os tênis utilizados pelos maratonistas profissionais “são protótipos feitos em laboratório, especialmente para seus donos utilizarem em provas, e em um formato que atende às necessidades de cada corredor”, portanto, atletas amadores que queiram investir em tênis que estão no mercado devem atentar para o fato de que tais calçados são utilizados apenas em provas.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Ciência e Esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.