Estudo mostra que beber cerveja após atividade física não é prejudicial

Paulo Santiago fala de estudo sobre consumo de cerveja após a prática esportiva não apresentar efeitos deletérios na hidratação

 01/12/2017 - Publicado há 4 anos  Atualizado: 04/12/2017 as 8:08

Nesta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre um artigo que demonstrou que consumir cerveja após a prática esportiva não apresenta efeitos deletérios na hidratação. O estudo, publicado no Journal of the International Society of Sports Nutrition, em 2015, causou polêmica ao ser divulgado pela mídia, como se a ingestão sempre fosse benéfica para a  hidratação após a prática de atividade física.

Na coluna, o professor conta que os pesquisadores espanhóis estudaram 16 homens treinados e os colocaram para correr durante uma hora, três vezes na semana. Uma parte desse grupo ingeriu água e outro cerca de 600 ml de cerveja. Eles verificaram que o consumo foi em quantidade moderada e não causou prejuízos após o exercício.

Entretanto, ele alerta que é importante não usar a cerveja como meio de hidratação constante nem em excesso, e não oferecer a atletas menores de idade. Outro destaque é que os pesquisadores colocaram no estudo uma tabela de composição que conta com carboidrato, vitaminas do complexo B, cálcio, potássio e magnésio, por exemplo. Santiago ainda fala que essas substâncias auxiliam na reposição de minerais, assim como os isotônicos. Ouça no link acima a íntegra da coluna do professor Paulo Roberto Pereira Santiago.

Por: Giovanna Grepi


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.