Estudantes aprendem na prática com a metodologia ativa

O método visa à maior participação dos alunos em seu aprendizado, tendo o professor como auxiliar

A metodologia ativa visa ao aprendizado do aluno, contando com uma maior participação deste, ou seja, o professor age como um supervisor, enquanto o estudante aprende na prática. José Moran, pesquisador da Escola de Comunicações e Artes da USP (ECA-USP), comenta sobre o método e seus benefícios.

Dentro das aulas, os professores têm espaço para suas exposições, mas, na maior parte do tempo, o aluno é responsável por executar trabalhos em grupo, práticas laboratoriais e também saídas a campo. Como resultado, o estudante tem, por exemplo, seu tempo de aprendizagem e preferências curriculares respeitados.

Moran comenta sobre a facilidade oferecida pelas plataformas digitais. Com o YouTube, é possível assistir a aulas, sobre determinados assuntos antecipadamente, e ir para o ambiente escolar, não com o objetivo de apenas aprender, mas também discutir e sanar dúvidas. No entanto, é necessária uma mudança na mentalidade dos alunos, gestores e professores para aceitarem as novas ferramentas educacionais.

A educação pode transformar vidas, mas, para isso, é preciso olhar para os estudantes brasileiros marginalizados. Para tais casos, a metodologia não é vista como a principal atitude a ser tomada, o mais importante é o apoio por parte dos professores em relação a esses alunos.

Ouça a matéria na íntegra no áudio acima.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.