Especialista defende reposição hormonal para lidar com menopausa

Período de grande desconforto para muitas mulheres pode ter efeitos atenuados de diversas formas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A menopausa é uma fase da vida da mulher caracterizada pela produção desregulada de hormônios, o que leva a alterações no período de menstruação e outros efeitos colaterais. Dentre estes, Elaine Maria Frade Costa, professora de Endocrinologia e Metabologia da Faculdade de Medicina da USP, destaca as ondas de calor, chamadas fogachos, desânimo e perda de libido.

A médica explica que a reposição hormonal, quando possível, é um bom método para lidar com esse problema. A especialista esclarece que um grande estudo, do início dos anos 2000, apontava uma relação entre a reposição e o surgimento de problemas cardiovasculares, o que se mostrou um equívoco. No entanto, os resquícios dessa pesquisa difamaram o procedimento.

Elaine Costa aconselha, então, que as mulheres que se sentem desconfortáveis com a menopausa consultem um especialista para discutir a possibilidade de realizar a reposição hormonal. A médica acrescenta que, caso não seja possível, existem muitos medicamentos e tratamentos para atenuar os sintomas da menopausa.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados