Erupções solares podem ser mais intensas do que se sabia

Grandes explosões no Sol são raras, mas poderá ocorrer um evento assim nos próximos 100 anos, com interferência da Terra

Estrelas jovens e ativas frequentemente experimentam erupções extremamente fortes. Mas agora sabemos que nosso Sol, mais velho e em geral menos ativo do que as estrelas mais novas, pode ter eventos semelhantes de vez em quando. Uma pesquisa liderada por astrônomos japoneses usando dados do Telescópio Espacial Kepler mostrou que nosso Sol é capaz de produzir algumas erupções muito intensas, chamadas de superflares, mas só uma vez a cada um ou dois milênios.

Nesta edição de Entender Estrelas, o professor João Steiner traz mais detalhes sobre este estudo e nos conta se este fenômeno pode oferecer algum risco à Terra.

Ouça clicando no player acima.


Entender as Estrelas – Uma viagem pela astronomia
A coluna Entender as Estrelas – Uma viagem pela astronomia, com o professor João Steiner, vai ao ar toda sexta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 217
  •  
  •  
  •  
  •