Entenda como acontecem as hérnias inguinais

Cerca de 70% dos casos de hérnias são inguinais e a realização de esforço, cirurgias e idade avançada estão entre as maiores causas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta edição do programa Saúde sem Complicações, o médico Daniel Martone fala sobre hérnias abdominais, sendo a mais comum a hérnia inguinal, que é quando o intestino ou gordura passa por um orifício na musculatura do abdômen.

Cerca de 70% dos casos de hérnias são inguinais e elas costumam aparecer por fatores como idade avançada, esforço, medicações que enfraquecem a musculatura e cirurgias convencionais realizadas com cortes, que alteram a integridade dos músculos. De acordo com Martone, crianças também podem nascer com hérnias ou adquirirem após o parto, quando o orifício do cordão umbilical não fecha corretamente.

Os sintomas das hérnias são sutis, dores leves e caroços são os únicos perceptíveis em um primeiro momento, no entanto, em quadros avançados, dores intensas e vômitos podem ser um sinal de complicações na hérnia.

Martone explica que não existem tratamentos ou medicamentos que sejam capazes de curar uma hérnia. “Como ocorre por uma falha na musculatura, apenas cirurgia corrige.”

O programa Saúde sem Complicações é produzido pela locutora Mel Vieira e por Maju Petroni, com apresentação de Mel Vieira e trabalhos técnicos de Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana. Direção de Rosemeire Talamone.

Ouça no link acima o programa completo.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •