Encontro do G20 tem choque entre visões americana e europeia

O colunista Rubens Barbosa destaca em sua análise os distúrbios contra a globalização e o capitalismo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Na coluna “Diplomacia e Interesse Nacional” desta semana, o embaixador Rubens Barbosa trata do encontro da cúpula do G20, ocorrido nos dias 7 e 8 de julho e sediado, este ano, na cidade de Hamburgo, na Alemanha.

Em uma análise sobre a reunião, Barbosa destaca alguns dos temas tratados e resultados obtidos, ainda que, para ele, o encontro tenha apresentado “poucos resultados concretos”.

Para o embaixador, ficou nítido o choque entre as visões americana e europeia, sobretudo em temas como comércio internacional, clima e meio ambiente. E destaca: “Mais importante que os temas tratados lá foram os distúrbios contra a globalização e o capitalismo que ocorreram nas ruas de Hamburgo”.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados