Encontrado planeta orbitando duas estrelas ao mesmo tempo

Fenômeno pode ser considerado exótico, já que, até pouco tempo atrás, astrônomos se perguntavam se um planeta poderia ter duas estrelas-mães

  • 217
  •  
  •  
  •  
  •  

Desde o século passado, já se sabe da existência de planetas orbitando outras estrelas como o nosso Sol. Mas um grupo  de astrônomos brasileiros, com participação do IAG, usou dados da Missão Kleper, da Nasa, e dos Telescópios Isaac Newton para detectar um planeta orbitando um sistema de duas estrelas. E não se trata de um exoplaneta qualquer, mas um gigante gasoso bem maior que Júpiter. Nesta edição de sua coluna na Rádio USP, o professor João Steiner explica por que um fenômeno como esse é considerado raro.

Ouça o astrofísico do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP em Entender Estrelas – clique no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 217
  •  
  •  
  •  
  •