Eleição se caracterizou pela desinformação e manipulação

A opinião é do professor Guilherme Wisnik, que avalia o abalo da esquerda nesse cenário

  • 105
  •  
  •  
  •  
  •  

O professor Guilherme Wisnik, em sua coluna desta semana, fez um balanço da campanha eleitoral e avalia que se tratou de uma eleição caracterizada pela desinformação, pela manipulação e pelo falseamento. Sem outros projetos, o candidato da direita se pautou pelas palavras “verdade” e “Deus”, o que aponta para um fundamentalismo religioso e moral dos vencedores.

Para o arquiteto e urbanista, a ideia da verdade utilizada pelo candidato da direita abalou os conceitos da esquerda, que sempre se apoiou em uma visão messiânica de “estar do lado certo”, e que vai exigir voltar atrás para poder avançar.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 105
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados