Escola de Comunicações e Artes da USP, pioneira na comunicação social e palco de resistência na ditadura militar

ECA: 50 anos a serviço do ensino da comunicação social e das artes, englobando cinema, teatro e música

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Acompanhe a entrevista da repórter Marcia Avanza com a professora Margarida Kunsch, diretora da Escola de Comunicações e Artes da USP (ECA):

logo_radiousp790px
.
Gratuito e aberto ao público, o espetáculo ECA 50 Anos, que  acontece nesta quarta-feira (19.10), no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros, será um evento multimídia, que terá a apresentação de vídeos, teatro, dança e da Ocam (Orquestra de Câmara da ECA/USP), englobando, dessa forma, as atividades artísticas oferecidas pela escola. A professora Margarida Kunsch, diretora da instituição, destaca ainda uma série de homenagens especiais que “procuram contemplar a comunidade da escola” (ex-alunos, primeiros professores, funcionários aposentados e em atividade).

Foto: Cecilia Bastos/USP Imagens
Foto: Cecilia Bastos/USP Imagens

A professora Margarida revela que a ECA é pioneira em várias áreas da comunicação social, no que se refere à formação de profissionais, professores e pesquisadores, na qual sempre cumpriu um papel imprescindível e reconhecido tanto no Brasil quanto no exterior. Esse papel pioneiro estende-se também aos programas de pós-graduação nas áreas de comunicação e artes, tanto de mestrado quanto de doutorado. Segundo a professora Margarida, “a ECA teve um papel importante na institucionalização desses campos no Brasil, porque os nossos professores foram os que batalharam no Ministério da Ciência e Tecnologia para que essas áreas fizessem parte das demais áreas do conhecimento”.

Ela lembra ainda que a ECA foi um palco de resistência durante os “Anos de Chumbo”, período mais repressivo da ditadura militar no Brasil, tendo início em 1968, com a edição do AI-5. “Alunos e professores foram presos e exilados em sua reação para defender a democracia.”

Fundada em 16 de junho de 1966 como Escola de Comunicações Culturais, a ECA veio a se consagrar como Escola de Comunicações e Artes em 1969. Desde a sua criação, a escola tem se destacado não apenas em número e diversidade de cursos, mas também pela qualidade do seu corpo docente, tornando-se uma instituição de referência para toda a América Latina. A ECA conta com oito departamentos, seis programas de pós-graduação stricto sensu, 11 cursos de especialização lato sensu, três empresas juniores, inúmeros centros e núcleos de pesquisa e, ainda, a Escola de Arte Dramática (EAD), dedicada à formação de atores.

Os interessados em participar do espetáculo comemorativo ECA 50 Anos precisam fazer a confirmação de presença pelo e-mail memoriadaeca@usp.br ou pelo telefone (11) 2648-0237.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados