É preciso cuidado para que a Black Friday não se transforme em “Black Fraude”

Roberto Augusto Pfeiffer aconselha que o consumidor pesquise preços e escolha muito bem os sites que irá acessar antes de efetuar suas compras

 25/11/2020 - Publicado há 1 ano
Por

Realizada sempre na última sexta-feira do mês de novembro, a Black Friday aconteceu pela primeira vez no Brasil em 2010. Após essa experiência, em que o faturamento dos lojistas foi de  R$ 3 milhões, os números só cresceram. No ano passado, o varejo on-line faturou mais de R$ 2,6 bilhões, segundo levantamento do Ebit Nielsen. Mas, se por um lado, as vendas vêm num crescente e os números demonstram isso, por outro o consumidor precisa ter cuidado e prestar atenção para não ser lesado.   

Todo mundo gosta e merece pagar o preço justo ou até menor por um produto desejado, e na Black Friday isso é viável. O professor Roberto Augusto Pfeiffer, do Departamento de Direito Comercial da Faculdade de Direito da USP, garante que “é possível encontrar descontos reais. É preciso, no entanto, enorme atenção para não entrar na “Black Fraude”. “O consumidor deve, antes de fazer a aquisição de um produto, pesquisar na internet e ter uma noção real do preço antes da promoção para não ser enganado, achando que está pagando um valor menor.”

Compras pela internet estão muito comuns neste período de pandemia. Entre os cuidados que devem ser tomados está o de procurar sites conhecidos. Caso o site seja desconhecido, deve-se verificar se não está na lista negra do Procon e se consta na página principal sua razão social, CNPJ e endereço de sua sede.                                                                                       

Descontos muito elevados também merecem atenção. O conselho do professor Pfeiffer é: “Procurar muitas informações sobre a loja e só comprar se tiver absoluta certeza de que ela existe, é confiável e tradicional”.

Compras por impulso ou desnecessárias devem ser evitadas, mas sempre é possível reverter essa situação se ela foi feita pela internet. “No prazo de sete dias após o recebimento do produto, é possível fazer a devolução ” diz o professor Pfeiffer.

Tomando os devidos cuidados e fazendo uma pesquisa de preços, a Black Friday pode ser proveitosa para o consumidor que busca um produto de qualidade com preço menor.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.