Documentário mostra a escravidão moderna

Guilherme Wisnik trata do filme “Estou me guardando para quando o Carnaval chegar”, que mostra um novo regime de trabalho

Na coluna desta semana, o professor Guilherme Wisnik comenta o documentário Estou me guardando para quando o Carnaval chegar, lançado no mês de julho. Dirigido pelo cineasta Marcelo Gomes, a história se passa em Toritama, município do Estado de Pernambuco, considerado um centro ativo do capitalismo local – mais de 20 milhões de peças jeans são produzidas anualmente em fábricas caseiras.

Orgulhosos de serem seus próprios chefes, trabalham sem parar em todas as épocas do ano, exceto no Carnaval. Nesse período, eles vendem tudo o que acumularam e vão passar as festas nas praias. Wisnik comenta que o documentário trata da mudança do uso do tempo, do trabalho e do capitalismo desenfreado, onde as pessoas não percebem que estão sendo escravizadas dentro de um novo regime.

Acompanhe a coluna Espaço em Obra no link acima.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •