Docente esclarece principais mitos sobre exercício físico e esporte

Professor da EEFERP e colunista da Rádio USP, Paulo Roberto Santiago é o entrevistado do USP Analisa desta semana

Ter um corpo saudável envolve incluir na rotina atividades físicas frequentes. Por isso, é comum que as pessoas se interessem em buscar informações sobre esse tema. Em tempos de fake news, porém, é fundamental ter cuidado com as fontes dessas informações. Por isso, o USP Analisa esclarece os principais mitos envolvendo atividade física, exercício e esporte com o professor da Escola de Educação Física e Esportes de Ribeirão Preto da USP Paulo Roberto Pereira Santiago.

Santiago lembra que existem diferenças entre essas três expressões. “A atividade física trata de qualquer movimento que tenha gasto energético. Ir caminhando para o trabalho já seria um tipo de atividade física. O exercício físico, diferente da atividade física, tem um planejamento, um propósito por trás, por exemplo promover algum ganho relacionado à parte física, à melhoria cardiorrespiratória, a ganhar força. Seria o que a gente chama de treinamento. Já no esporte, você faz um treinamento, faz exercício, mas tem o que a gente chama de jogo, é uma atividade burocratizada, sistematizada, é regida por regras. Existem confederações, você é registrado geralmente em um banco de informações que mostra que você é um atleta, um esportista. Então a pessoa vive para aquela atividade”, explica o docente. 

Embora atualmente seja cada vez mais fácil ter acesso a informações sobre exercícios físicos, inclusive trabalhos científicos, o professor alerta para a importância de buscar sempre a fonte original, ler o trabalho todo – não somente o título e a chamada – e até mesmo confirmar essa informação em outras fontes ou com um profissional. 

“É sempre importante procurar um profissional e às vezes estudar um pouco, porque quando você tem um pouco de conhecimento, você consegue explicar melhor para o profissional. Gosto de fazer esta analogia: quando você leva seu carro ao mecânico, ele sempre te pergunta qual o problema. Se você não conseguir falar, ele vai ter que testar o carro inteiro. Para a gente, não tem como ficar testando nosso corpo inteiro para saber qual seria o melhor diagnóstico”, diz ele

O USP Analisa é uma produção do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) em parceria com a Rádio USP Ribeirão Preto.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.