Disco de gás envolve buraco negro gigante em galáxia vizinha

Trabalho de brasileiros, a detecção pode ser útil para estudar o fenômeno de forma mais precisa, já que ele está em galáxia próxima à Via Láctea

  • 217
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta edição de Entender Estrelas, João Steiner fala de um trabalho dele com o astrofísico Tiago Ricci, que descreve um disco relativístico em torno de um buraco negro gigante em uma galáxia espiral vizinha à nossa. A descoberta do objeto foi feita por acaso durante um projeto que faz o recenseamento de galáxias vizinhas da Via Láctea.

Em uma das galáxias observadas, a NGC 4958, foi detectado um perfil diferenciado nas análises, e os pesquisadores chegaram à conclusão de que se tratava da emissão de um disco de gás relativístico, isto é, pelo qual se pode identificar, através de medições, efeitos de relatividade restrita e geral, que são as principais teorias do físico Albert Einstein.

Os resultados da pesquisa foram publicados no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Ouça detalhes com o professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP clicando no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 217
  •  
  •  
  •  
  •