Direito ao esquecimento está na pauta da Justiça

Justiça pode ser acionada em defesa de pessoas que não querem seu nome envolvido na mídia

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na segunda edição desta semana do boletim Em dia com o Direito o aluno Rodrigo Marinho Vieira Tavares fala sobre o direito ao esquecimento, que se aplica a pessoas com o desejo de impedir que algo ocorrido sobre a sua vida no passado seja divulgado nos meios de comunicação.

Segundo Tavares, esse tema foi abordado por ministro do Supremo Tribunal Justiça (STJ) em Fórum Jurídico em Lisboa. O jurista citou exemplos de programas televisivos de cunho sensacionalista que trazem casos de pessoas julgadas, condenadas, que já pagaram suas penas e não querem mais seus nomes envolvidos em matérias jornalísticas criminais.

O Em dia com o Direito é produzido e apresentado por alunos do curso de especialização em Direito Civil: Novos Paradigmas Hermenêuticos nas Relações Privadas e coordenado pelo professor Nuno Coelho da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP.  

Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados