Dificuldade nas relações interpessoais pode começar na infância

Crianças e adolescentes expostos à violência tendem a ter problemas em se relacionar com pessoas e apresentam comportamentos agressivos

 18/02/2019 - Publicado há 3 anos
Por

Exposição frequente à violência, experiências intensas e que causam medo são prejudiciais para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, podendo causar grandes danos nas relações sociais.

Erikson Furtado, professor do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, explica que essas experiências têm influência na formação dos neurônios.

Essas crianças podem ter complicações em interpretar emoções, na comunicação com outros seres humanos, na capacidade de empatia e podem apresentar comportamentos agressivos. Para o professor, esses fatores podem estar associados a dificuldades de criar vínculos emocionais seguros. “Isso acaba interferindo na própria formação da personalidade a longo prazo”, alerta.

Ouça a entrevista completa no link acima.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.