Diálogos na USP debate a política externa brasileira

O governo interino de Michel Temer sinaliza com mudanças na condução da política externa do Brasil

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Diálogos da USP com Pedro Dallari e Feliciano de Sá Guimarães - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Diálogos da USP com Pedro Dallari e Feliciano de Sá Guimarães – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

.
O programa ” Diálogos na USP – Os Temas da Atualidade” faz esta semana uma análise da política internacional brasileira nos últimos anos. Participaram do debate  os professores Pedro Bohomoletz de Abreu Dallari, diretor do Instituto de Relações Internacionais da USP; e Feliciano de Sá Guimarães, do Instituto de Relações Internacionais da USP, especialista em política externa do Brasil e de países da América do Sul.

O Brasil, desde a posse do presidente interino Michel Temer, tem sinalizado que pretende mudar os rumos de sua política externa, agora regida pelo novo ministro das Relações Exteriores, José Serra, que substituiu o ex-ministro e diplomata de carreira, Mauro Vieira. Logo no primeiro dia da nova administração, o Itamaraty emitiu notas e rebateu com um tom acima do habitual críticas ao processo de impeachment feitas por alguns países da América Latina.

O novo chanceler criticou as gestões anteriores dos governos do PT, declarando que “a política externa tem que privilegiar a nação, não um partido”.

O programa ” Diálogos na USP – Os Temas da Atualidade”, produzido pelo jornalista Fabio Rubira,  teve apresentação do jornalista Roberto Castro e trabalhos técnicos de Márcio Ortiz e Juarez Molinari.

Bloco 1

.Bloco2

 

 

.

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados