Diagnóstico de autismo ficou mais fácil e mais frequente

Especialista esclarece que cada quadro é avaliado de maneira diferente

  • 205
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

O Distúrbio de Espectro do Autismo (DEA) é uma síndrome comportamental que compromete o processo de desenvolvimento ao longo da vida. Uma das características do autismo é a grande variabilidade de intensidade e forma de expressão em cada pessoa. A professora Fernanda Dreux Miranda Fernandes, fonoaudióloga, professora associada livre-docente da Faculdade de Medicina (FM) da USP, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, conselheira do Comitê de Educação em Terapia de Fala e Linguagem e pesquisadora do CNPq, falou sobre os desafios dos familiares e da escola ao lidar com a criança autista.

Foto: Marcos Santos/USPImages

O diagnóstico do distúrbio, antes mais difícil de ser apontado, foi aperfeiçoado. Agora, é mais fácil identificar o autismo na infância e essa descoberta tem sido mais frequente. Cerca de uma criança a cada 70 é diagnosticada com autismo, o que tem grande repercussão para os familiares. Segundo a especialista, o principal desafio para os pais é a questão da comunicação. A grande preocupação é saber se o filho será ou não capaz de falar. Em seguida, vem a dúvida da possibilidade de uma vida normal. Será que a criança pode estudar em qualquer escola? Será que conseguirá ser independente?

A professora esclarece que cada quadro de autismo é avaliado de maneira diferente. Algumas crianças poderiam nem ter a síndrome identificada na escola. Outras podem precisar de algum auxiliar de ensino, direito garantido por lei. Em menor proporção, há ainda crianças para as quais a melhor indicação é uma instituição especial, que vai oferecer um acolhimento em relação às dificuldades de comportamento, sociais e cognitivas, que elas manifestarão. Estudo realizado pela fonoaudióloga mostrou que o processo de aprendizado nas crianças autistas não difere muito do das crianças sem a síndrome.

Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  • 205
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados