Dia Mundial do Refugiado alerta para situação dramática

“Infelizmente não temos nada a comemorar”, lamenta especialista ao se referir ao dia 20 de junho

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma crise “extremamente dramática” que atinge “países de renda média e em desenvolvimento”. Assim o professor Alberto do Amaral Júnior, da Faculdade de Direito da USP, define a situação dos refugiados internacionais.

“Dez países são responsáveis pelo grande fluxo de refugiados no mundo”, diz Amaral, destacando Síria, Afeganistão, Sudão do Sul, Mianmar e Somália, além de Colômbia e Venezuela, na América do Sul.

“Estamos diante do aumento da perspectiva de refugiados e deslocados no mundo”, alerta. “E não temos probabilidade de que algo seja feito com consistência suficiente para pôr fim a uma crise de tamanhas proporções.”

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados