Desinformação dificulta doação de órgãos no Brasil

Transplantes aumentaram 11,8% no último semestre, mas 40% das famílias ainda impedem doações

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Doadores de órgãos devem alertar família para garantir transplantes –
Foto: Andre Gomes de Melo/ GERJ via Agência Brasil

A doação de órgãos e tecidos no Brasil vem crescendo a cada ano. No entanto, 40% das famílias ainda negam a doação de órgãos de seus parentes falecidos por morte encefálica, o que acaba impedindo que muitas vidas sejam salvas, visto que um doador é capaz de doar para cerca de oito pessoas.

No mês em que se comemora o Setembro Verde – criado para incentivar a doação de órgãos -,  a hepatologista Débora Terrabuio, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, nos falou sobre os desafios para aumentar ainda mais as doações de órgãos e tecidos no Brasil, conforme é possível acompanhar no link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •